HOOO Maldita Gordurinha

14.07.10

 

 

 

Maldita gordurinha que na sai aqui das nossas boias....

Andamos um ano inteiro a comer que nem jabardos e vem o verão pensamos no bikini e nas gordurinhas que ficam cravadas nas nossas boias...

Pensei hoje nisso pela manha quando cheguei na pastelaria para comprar uma saladinha, e eu disse: So quero uma salada.

Mas quando aqueles pasteis e bolos lindos começaram a sorrir para mim  e huuuummmmm 

Que raio nao consegui resistir e pimba mais uma contribuiçao para as malditas gorduras que nao querem ir embora... O pior fica no fim de semana,,,, almoços de familia,,,sobremesas monumentais,.... e se o nosso amigo calor estiver la também... la estão elas a saltar do caixote frio...

O QUE? As loiras..... do que estaria eu a falar... as cerveginhas que tambem são mto minhas amigas e dos meus pneus.....

Meus amigos ainda bem que hoje temos as maravilhas da lipó ou aqueles batidos que mais parecem areia que cheira a chocolate, ou os compromidos milagre ALI que quase vamos pela sanita dentro....

Pensado bem nisso já nem sei o que bom, trasportar estas boias de um lado para outro (podem sempre ajudar a boiar na agua da praia) ou sofrer a tomar esses produtos que sao usados para estrelizar cavalos...

Malditas gordurinhas e os seus dilemas....

publicado por ultimodosprofetas às 07:05

A idade da parvalheira

13.07.10

AIiii que agora até me deu uma coisinha.... Quantos de nós nao namoramos ao som de Meat loaf aiiii aquela areia da praia,,, as tenda no camping da Costa aiiiii aquele Reault 5 que ouviu tantas vezes...HEHEHEHE gritava-mos em altas vozes com os vidros abertos a passar no centro da avenida e todos olhavam e nós a pensar que estavamos a dar um grande estílo hehehehe. Os cabelos grandes aiiii como era bom o tempo da parvalheira.....

 

 

 

publicado por ultimodosprofetas às 08:58

Meus limites

12.07.10

 

Percorro os meus limites.

Aiii se não os tivesse onde estarias tu....E grito bem forte ás estacas, SE ESTENDAM mas elas permanecem no mesmo lugar...elas me dizem que  o meu domínio é até ali e não posso passá-lo.. Ai se nao tivesse limites o que faria.....

levava-te ao fim do mundo, cobria-te de joias, te colocava no trono e te dizia és minha princesa... mas  a minha tenda esta firme e me faz sentir o calor do teu afago...

De dentro da minha tenda vejo o horizonte e contemplo até onde minhas estacas estao plantadas e digo para mim: queria mais…e penso em sair

mas e se o ladrão vem?... e se nao estou aqui?….. em vão construí... esse ladrão me diz: vim para roubar, matar e destruir .... mas dentro de mim uma voz mais forte que ressoa bem alto: EU VIM PARA DAR VIDA E VIDA EM ABUNDÂNCIA...PERMANECE NOS TEU LIMITES E GUARDA  A TUA TENDA COM TUAS ESTACAS BEM FIRMES...SE FORTE E CORAJOSO.....

Digo a essa voz: Estou sem palavras... levanta a minha cabeça de novo, coloca-me no centro da roda, no eixo, como pilar para nao cair nem se abalar... leva-me a viver os teus limites e nao olhar fora dos meus..

Teus limites sao doces mas os meus sao amargos e deixam um gosto de tristesa.

 

Escuta a voz deste teu novo salmista e leva-me aos TEUS limites

 

Autoria: PR

publicado por ultimodosprofetas às 07:05

Teus Dedos

09.07.10

 

 

Palavras e mais palavras

Setas e mais setas  que ferem o meu coracao e me deixam ferido no campo

 

Não eras tu David? Não vences-te tu Golias?

 

Saiem dos teus dedos as setas que me matam

Em cada dedo tentação e veneno

Esse veneno entra no sangue e contamina o meu rio

A fonte jorra sua vida mas se contamina no caminho.

 

Teus dedos me levam a razão e me mostram o peso da luxúria

Tuas palavras  crussificam publicamente o meu erro

As setas que saim de ti fazem o meu chão tremer e o meu céu se fechar

 

Os raios de sol tentam entrar mas espero somente a chuva.

O meu único clamor hoje é: livra-me da chuva

Não sei quanto tempo vai demorar mas clamo; Livra-me e leva-me ao refúgio.

 

Nao mereço, eu sei, mas tira de mim o veneno destas setas

E leva aqueles dedos, a palavras de vida.

Que nao parem de escrever

Que escrevam o destino para uma vida nova

 

 

Autoria: PR

publicado por ultimodosprofetas às 12:59

mais sobre mim

pesquisar

 

Julho 2010

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
17
18
20
24
25
30
31

últ. comentários

arquivos

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro